A não perder no Congresso da ERS 2021

 

Prof.ª Doutora Anita Simond

No âmbito da patologia respiratória do sono, a Prof.ª Doutora Anita Simonds. presidente da ERS, destaca a sessão How science conquered Covid-19: from big platform trails to patients (10:15-11:45, 7 de setembro) e também as sessões dedicadas a guidelines sobre tratamentos de pressão positiva não contínua nas vias aéreas na síndrome de apneia obstrutiva do sono (08:30-10:30, 7 de setembro) e cânula nasal de alto fluxo em insuficiência respiratória aguda (09:20-10:00, 7 de setembro).

A especialista revela estar ansiosa por assistir aos simpósios: New developments in mechanical ventilation and ventilator weaning (08:30–10:00, 5 de setembro); Digital health meets sleep breathing disorders (15:30–17:00, 5 de setembro); State-of-the-art: Respiratory critical care (13:45–15:15, 6 de setembro).

Além disso, a Prof.ª Doutora Anita Simonds recomenda também as sessões What’s new in paediatric sleep e Artificial intelligence in pulmonary medicine (conteúdo pré-congresso de 23 de agosto).

“As sessões Lungs on fire são sempre brilhantes e os workshops CPAP, NIV and HFNO (12:00–14:00, 5 de setembro) e Respiratory sleep (09:00–11:00, 6 de setembro) irão fornecer muitas dicas práticas úteis para melhorar a nossa prática clinica”, remata.

Prof. Doutor Marc Humbert

Neste ano foi publicado no European Respiratory Journal um parecer da ERS sobre a hipertensão pulmonar tromboembólica crónica e, de acordo com o Prof. Doutor Marc Humbert, presidente-eleito da ERS, “discussões sobre a implementação e refinamento deste parecer serão de grande interesse”. 

Também serão debatidas neste congresso, explica, “informações relevantes quanto a novas abordagens para o tratamento da hipertensão arterial pulmonar e da hipertensão pulmonar associada a doenças pulmonares crónicas”.

Do programa do Congresso, o Prof. Doutor Marc Humbert destaca as sessões:  Controversies in the management of pulmonary embolism (15:30-17:00, 5 de setembro) vai reunir especialistas da ERS e da European Society of Cardiology (ESC), com o intuito de esclarecer questões-chave da prática clínica.

Ao longo da sessão Pulmonary vascular diseases (08:30-10:00, 7 de setembro) novas abordagens no tratamento de embolia pulmonar e melhores ferramentas para diagnosticar e tratar diferentes formas de hipertensão pulmonar vão ser debatidas por especialistas mundiais na área. 

No simpósio Pulmonary embolism: special situations (10:15-11:45, 7 de setembro) vão estar em destaque casos de gravidez, cancro e embolismos pulmonares recorrentes durante a terapêutica anticoagulante e a gestão da embolia pulmonar subsegmentar.

Prof. Doutor Carlos Robalo Cordeiro

Para o Prof. Doutor Carlos Robalo Cordeiro, vice-presidente da ERS, os hot topics no que se refere à doença pulmonar intersticial, são:As consequências da COVID-19 na doença pulmonar intersticial e a gestão desses doentes;

A telemonitorização na doença pulmonar intersticial; 

Guidelines sobre a atualização do tratamento da sarcoidose.

O especialista destaca ainda momentos a não perder: Digital health in respiratory medicine: opportunities for everyone (13:45–15:15, 5 de setembro); 

The best of the European Respiratory Journal 2021 (13:45–15:15, 6 de setembro); 

Discussões de casos clínicos nas Lungs on fire sessions.

Prof. Doutor Richard Costello

O Prof. Doutor Richard Costello, chair do Conselho de Educação da ERS, salienta que “há um bom trabalho nesta área, com big data”, bem como “sessões Lungs on fire e alguns dados de ensaios clínicos”. 
“As sessions on clinical trials são sempre fascinantes”, comenta o responsável, adiantando que “vão também haver algumas hot topic sessions interessantes”. E acrescenta: “há uma grande sessão que a ERS e o New England Journal of Medicine coorganizam sobre sépsis respiratória (15:30-17:00, 6 de setembro)”.   

Prof.ª Doutora Arzu Yorgancioğlu

Esta pandemia foi, na opinião da Prof.ª Doutora Arzu Yorgancioğlu, chair do Conselho de Advocacia da ERS, “uma oportunidade para destacar as doenças respiratórias crónicas e mostrar a importância de lidar com os seus fatores causais”.

“A vida vai ser diferente depois da pandemia”, reflete a especialista, e neste âmbito salienta três tópicos importantes:  Meio ambiente e terapêutica inalatória, Saúde digital e doenças respiratórias crónicas pós-COVID.

Assim, chama a atenção para algumas sessões que irão decorrer neste Congresso, nomeadamente:

Environment, air pollution, health and respiratory disease (13:45–15:15, 5 de setembro).

Airway diseases – Are recent clinical advances leading to controversies in airway diseases? (08:30–10:00, 5 de setembro).3. Digital health in respiratory medicine: opportunities for everyone (13:45–15:15, 5 de setembro).

Digital health in respiratory medicine: opportunities for everyone (13:45–15:15, 5 de setembro).

Prof. Doutor Chris Brightling

“O tema saúde digital é muito relevante para especialistas em doenças das vias respiratórias e, na verdade, para todos os profissionais de saúde.” Palavra do Prof. Doutor Chris Brightling, chair do Conselho de Ciência da ERS, que ressalva: “as inovações digitais ajudarão a melhorar o atendimento e permitirão usar ferramentas mais sofisticadas para análise de dados e investigação”.

Por outro lado, o especialista lembra que “a COVID-19 continua a fazer parte das nossas vidas e trouxe à discussão tópicos como o papel dos vírus em doenças e lesões pulmonares crónicas”. E sublinha que foram publicadas no ano passado várias guidelines da ERS para doenças das vias respiratórias, incluindo no diagnóstico da asma em adultos e crianças e na gestão de crianças e adolescentes com bronquiectasias.

Neste contexto, o Prof. Doutor Chris Brightling realça as seguintes sessões: Digital health in respiratory medicine (13:45–15:15, 5 de setembro);

How science conquered Covid-19: from big platform trails to patients (10:15–11:45, 7 de setembro); 

ALERT clinical trial sessions.

Próxima notícia