Highlights em cuidados intensivos respiratórios

O campo dos cuidados intensivos respiratórios tem progredido consideravelmente nos últimos anos, com importantes avanços tecnológicos, melhorias na farmacoterapia e novos ou melhores sistemas de monitorização. São vários os tópicos de interesse no programa do Congresso da ERS dedicados a profissionais de saúde envolvidos no tratamento de doentes em cuidados intensivos e a investigadores com interesse nesta área.

Na perspetiva do Prof. Doutor Leo Heunks, diretor da Assembleia de Cuidados Intensivos Respiratórios da ERS, o tema deste ano do Congresso, saúde digital, é pertinente, pois “a Unidade de Cuidados Intensivos é um ambiente onde as funções vitais dos doentes são monitorizadas continuamente com tecnologia médica sofisticada”, sublinhando que além de ser importante para “orientar o tratamento”, “as novas tecnologias, incluindo a inteligência artificial, podem auxiliar os médicos na tomada de decisões”, inclusive “a prever distúrbios graves na fisiologia,  permitindo agir mais atempadamente”. 

O especialista sublinha também que “a saúde digital também pode ajudar a otimizar o tratamento”. A saúde digital também pode ajudar a otimizar o tratamento. “Uma nova geração de ventiladores pode retirar automaticamente os doentes do ventilador sem intervenções dos médicos?”, exemplifica, adiantando: “estes são tópicos muito importantes a serem discutidos à luz da saúde digital”. O Congresso da ERS “é como uma loja de doces, porque há inúmeras sessões que não quer perder”, comenta o Prof. Doutor Leo Heunks, destacando as sessões de pósteres, pela oportunidade de saber mais sobre novos desenvolvimentos em estádios iniciais e discutir dados preliminares com colegas mais jovens oriundos de todo o mundo, e as sessões “state of the art”, em que os especialistas partilham atualizações sobre tópicos clínicos relevantes.

Por sua vez, o Prof. Doutor Marcus Shultz, secretário da Assembleia de Cuidados Intensivos Respiratórios da ERS, realça duas sessões a não perder: “New developments in mechanical ventilation and ventilator weaning” (08:30, 10:00, 5 de setembro) e “Acute respiratory distress syndrome phenotypes: implications for diagnosis and treatment” (10:15-11:45, 5 de setembro).

E o Prof. Doutor Maxime Patout, representante de início de carreira da Assembleia de Cuidados Intensivos Respiratórios da ERS, remata: “O Congresso é uma oportunidade única para profissionais em início de carreira participarem de sessões de última geração sobre insuficiência respiratória aguda e crónica. Embora virtual, o Congresso permitirá interagir facilmente com líderes destas áreas, graças às novas ferramentas que foram desenvolvidas para esta edição.

Próxima notícia